6 de jul de 2011

Ela é evangélica e agora? II



Eu no lugar de C abriria mão de L
antes mesmo de tentar. Não seria capaz
de lutar, para tentar conquistar o amor de uma
menina que é praticamente impossível. Menina
hetero desanima e para desistir ainda é evangé-
lica! Eu sei que o coração não ver sexo, idade,
raça, religião, nem cor, porém o bom senso é
preciso.
Só ele é capaz de nos tirar desses tipos de si-
tuações. E não é apenas para o caso de C,
bom senso nos salva de roubadas maiores.
Como se apaixonar por uma mulher casada
por exemplo.
Se eu colocar na balança e agir com bom senso:
Vou ver que essa relação é loucura, que vou sem-
pre ser a outra, que o sofrimento vai ser inevitável,
que nas datas comemorativas vou passar sozinha.
Não entendo porque nós agimos por impulso. Aman-
do a qualquer custo, querendo ir além dos limites, in-
do de encontro com a dor.
Vamos cair na real! Parar de enxergar condição aonde
não tem.
______________________________________
Amiga a L pode até te achar legal, mas nunca como
outra coisa a não ser irmã em Cristo. Aceite! Como eu
aceitei anos atrás abrindo mão da mulher casada.
______________________________________
Tenha bom senso e tome a decisão correta.









Um comentário:

  1. Concordo com a Dih, "Um pouquinho de bom senso não faz mal". Não adianta entrar num num barquinho já furado.
    Numa situação que tem tudo pra dar errado, pra magoar e perder tempo.

    Se bem que tem coisas que a gente não consegue governar, como o coração.
    O certo é parar pra pensar com a razão um pouquinho: Vale realmente a pena?

    Bjobjo
    Akii

    ResponderExcluir