15 de nov de 2012

Somos como cabras e espinafres


"Ninguém pode ser obrigado a gostar de espinafre, e um homem
pode até ter uma relação estável com uma cabra, mas não tem o 
direito de se casar com ela".

"O casamento , por lei, é união entre um homem e uma mulher; não
se pode ser outra coisa. Pessoas do mesmo sexo podem apresentar-se
na sociedade como casados, celebrar bodas em público e manter uma
vida matrimonial. Mas a sua ligação não é um casamento — não gera
filhos, nem uma família, nem laços de parentesco. Há outros limites
bem óbvios.
Um homem também não pode se casar como uma cabra, por exemplo:
pode até ter uma relação estável com ela, mas não pode casar.

Artigo publicado 14 de novembro de 2012 na revista Veja

 Visão do autor do artigo

Embora eu ter concordado em "partes" do artigo,
lógico não com esse trecho o autor que não citarei o
nome, foi infeliz ao comparar nós homossexuais antes de tudo
seres humanos como ele mesmo deixa claro com animais e
vegetais.
Dizer que ninguém é obrigado a gostar de espinafre foi um exemplo
covarde ao deixar subtendido que ninguém é obrigado a gostar de gay.
Ninguém é obrigado mesmo não!  Mais essa facilidade não existe!
Se não gostassem, mas respeitassem estava bom; ponto final ao que se
diz a respeito de preconceito. Tendo respeito o termo "homofobia" se disolveria,
pois o preconceito não existiria e as questões mencionadas por ele como a
pg (parada gay) e as leis de "favoritismo" a nosso favor perderia suas necessidades.
Pergunto para esse autor caso um dia "sem querer" ele encontre esse blog, quantas
pessoas ele já viu apanhar ou perder a vida por gostar de espinafre?
Se ele já viu alguém se expulso de casa pelos pais por gostar de espinafre?
Então, como uma situação delicada e complexa dos dias atuais pode ser "ameni-
zada" com uma frase ridícula dessas?
O que me deixa desanimada, é os meios de comunicações disponibilizarem três
páginas de uma revista,  a quem não tem nada a dizer. E esse blog passar seu quarto
ano no anonimato.
  
 Comparar o casamento gay que inclui dois seres humanos: homem com homem
e mulher com mulher; dois seres da mesma espécie com o de um homem querer casar
com uma cabra foi de extremo absurdo! Para um autor que gosta tanto de números e
dados estatísticos como o mesmo faz questão de expor em seus artigos, gostaria que
criasse um gráfico com base na seguinte pergunta:

Quantos homens ele conhece que querem casar com uma cabra?

Já eu conheço pessoas inclusive eu que sofrem por não ter o direito de realizar
o sonho do casamento com seus respectivos parceiros. Metade de uma população
não vêem seus filhos(a), sobrinhos(a), netos(a) e demais parentes irem ao altar por culpa
de uma lei inflexível e pessoas que a aplaudem e assinam embaixo.

   
    Dou todo o direito de resposta ao autor e digo aqui que não
estou o acusando de nada. Como ele está sobe a lei de liberdade
de expressão, digo ao mesmo que também estou. Compro a revista
e tenho o direito de discordar com o que leio. Coloquei meu ponto de vista de forma sadia e sensata, não envolvendo em momento algum xingamentos e difamação a sua imagem.


O blog Escreva Lola Escreva escreveu um artigo expressando sua opinião
vale muito apena dar uma conferida! 


23 de ago de 2012

Espaço para anunciantes



Não é de hoje que venho acompanhado
constantemente as estatísticas desse humilde
blog, e percebi que apesar dele ser de autoria
anônima ele é muito bem acessado.
O que quero dizer com o autoria anônima, é
que apesar de não ser de famosos e afiliado
a nenhum site grande, é bastante respeitado.
Em números concretos as visualizações de páginas
ultrapassaram 50.000 cliques. Tem páginas como a
que chegam a 100 vizualizações por dia.
Isso mostra que o blog foi aceito e a força de vocês
comprova uma fórmula que aos poucos está conquistando
o seu espaço. E nada melhor que usar esse reconhecimento
em beneficio de vocês leitores que nos acompanham ou
acabaram de nos conhecer.

Já percebeu que pagar por um espaço publicitário para
divulgar sua empresa, loja, serviços nem sempre é vantajoso?
Por que o que acontece é o seguinte: dependendo da onde
você quer divulgar os seus serviços os preço varia, e sua
empresa de pequeno porte adicionará mais uma despesa
que será manter o anuncio no ar.
Para os que estão entrando agora no universo do empreen-
dedorismo ainda é puxado uma divida de cara todo o mês.
Muitos desistem de promover sua mãe de obra, nome
de empresa pelos altos preços cobrados dos espaços 
publicitários.
 Parece não, mas tem momentos na vida que um real
faz falta; imagina ter um aluguel com um dos .com, .br,
.net qualquer.
Pensando nessa economia que abrimos um espaço
gratuito para os anunciantes, basta seguir e trazer 
mais 5 seguidores. O esquema é assim: 
você me segue e mais 5 conhecidos seus me
seguem também.

E se todos os 5 conhecidos tiverem algo para
anunciar? Simples, todos os 5 terão que trazer 
mais 5 conhecidos cada um.
Não é tempo limitado e nada será cobrado
futuramente.




                                                         



30 de jul de 2012

Versão promocional: O preço de um falso amor














Como vocês podem ter notado em textos anteriores, venho utilizado
esse espeço para dividir o processo de criação do meu livro. Primeiro
"concreto" depois de várias ideias que não saíram da gaveta. Então
achei viável antes de enviar o "piloto" para uma editora, divulga-lo 
aqui para ver a reação do publico "futuros compradores".
A pedidos coloquei o primeiro capitulo para download e pensando
em vocês que ficaram com água na boca, criei uma versão alternativa
gratuita. Essa versão é para os leitores que me pediram para por a
obra na rede, espero que tenha o mesmo efeito da original.

Segredos da nova versão

Criei essa versão quando passei o dia concluindo os terceiros e quarto
capítulos. Ao desenrolar a trama percebi que não havia falado nada das
meninas antes de se conhecerem, além de um breve trecho de Sofie.
Acredito que quando começamos a acompanhar a trama de novos 
personagens, procuramos por algo incomum com a gente. Dando valor a
isso resolvi criar uma espécie de "apresentação das personagens", como
se fosse uma estória pessoal paralela ao PFA (Preço de um falso amor).
Como se as personagens existissem, o que é bom para mim que sou a
autora e vocês leitores.


Para saber mais baixe o documentoVersão promocional do livro


25 de jul de 2012

A voz de uma geração



Fora dos padrões estreou a série Girls prometendo
ser a voz de uma geração pós Sexy And City.
  O seriado de baixa renda Girls como semelhança a
SC fala de um grupo de amigas, contrário das
bem sucedidas e maduras; são meninas de 20 e 24
anos de idade falando de suas dificuldades com
muito humor.
  Temas como sexo sem compromisso, carência,
corte de mesada, primeiro emprego serão abordados
com frequência sendo a base e a diferença do seriado.
SC é mais amigas ricas, de mais idade com questões
adultas. Já Girls são amigas pós adolescentes fazendo
vaquinha para inteirar no aluguel.
  Sua criadora é Lena Dunham, ela escreveu, dirigiu e
é a personagem principal da história que se passa em
Nova York. Tudo isso com menos de 25 anos de
idade.

Curiosidades

Girls recebeu cinco indicações ao Emmy três são de
Lena: atriz principal em uma série de comédia, direção do
episódio "She Did" e melhor roteiro pelo episódio piloto.
  As outras duas indicações foram: melhor série de comé-
dia e melhor elenco de uma série de comédia. Preciso
falar mais alguma coisa?

Assistam Girls todas as segundas 22:00 na HBO.


24 de jul de 2012

Vepp



É com desprazer e é pela primeira vez na história desse blog,
que não parabenizo uma série. Apesar da minha enorme
paixão e respeito por seriados, Vepp me fez ficar sem
palavras para elogiá-la.
Entenda o porque uma série original da HBO perdeu os
conceitos, continue lendo...

O Roteiro é fraco resume ao dia-a-dia de uma
vice-presidente americana atrapalhada.
Poderia ser engraçado se não fosse apelativo, a dublagem
carregou nos palavrões o que deixou Vepp desconfortável
de ver e se ouvir.
Um ponto que me deixou demais incomodada com a
dublagem, foi o fato de ter muito palavrão e pouca piada.
Vipp tinha tudo para ser um seriado de comedia razoavel
sua protagonista é a mesma de  The New Adventures Of Old Christine
 o que fez espectativas de boas risadas. Mais uma reclamação referente
a dublagem, que na minha opinião destruiu o possível sucesso da trama.
A dublagem não tinha nada haver com a legenda! Normal, nenhuma
legenda tem haver com o que os personagens falam em português
até ai tudo bem.
O problema era na hora dos palavrões "implantados" que na
legenda estava "Tudo bem" ao invés de se ferrar. É uma pena uma
série da HBO a nível de Globo de Ouro tenha uma linguagem tão vulgar.

 Para tirar suas próprias conclusões assista Veep todas as segundas
22:30 na HBO.

Roteiro: 0
Piadas: 2
Protagonista: 4
Dublagem: 0
Restante: 1

Nota 5 no total, salva pela nossa eterna Christine, não recomendo no entanto.

10 de jul de 2012

O preço de um falso amor: primeiro capítulo





A pedidos de amigos, leitores e parentes através de telefonemas e recados
em minha caixa de email pessoal, que disponibilizei para download gratuito
o primeiro capítulo do livro.
Sei que muitos gostariam que pusesse a obra completa, porém infelizmente
ser escritora no Brasil ainda apesar da tecnologia e informação imediata é
uma tarefa ardua. E conseguir remuneração é outro desafio que poucos 
conseguem com exito e disponibilizar a obra gratuita fará com que a tentativa
de arrecadar ganhos seja mais uma vez adiada. De forma alguma escrevo para
lucrar e sim por amor ao que faço e acredito.
Confesso que fiquei ansiosa, compartilhei o trecho e recebi criticas bem produtivas
que me incentivaram a divulgar nas redes sociais. Quando abri minha caixa de email
vi que os recados eram todos os mesmos: estavam curiosos para saber o que acon-
tece depois que Sofie envia a terceira mensagem.







9 de jul de 2012

Trecho: O preço de um falso amor





  Quando me vi naquela situação de desespero, é que percebi que não tinha jeito
me arriscar para tira-la dali. Não tem como ajudar alguém que se diz estar bem,
muito menos invadir a vida de quem não lhe permite fazer parte.

   Era tarde quando o celular tocou e vi que era o número da namorada dela, Ana
estava ao meu lado dormindo tranquilamente e não ouviu o toque graças a Deus!
Se não iria correndo para a casa do jeito que estava, de pijamas.
Fazia 3 meses que eu e Ana estávamos nessa situação e ela nada de terminar com
a outra, o que me deixava chateada todas as noites que dormíamos juntas. Peguei
o celular de cima da escrivaninha, ele havia parado de tocar para a minha alegria.
De repente veio uma vontade enorme de acabar de vez com aquela situação e...
Sem perceber comei a enviar mensagens para a namorada de Ana se passando
por ela.
  No momento não pensei duas vezes, pois achava que essa era a única maneira de
me livrar do título de amante que tanto me assombrava. Se ela me amava, porque
mantinha um relacionamento com as duas? E isso eu não queria mais permitir.
Era de madrugada quando me passei por Ana para enviar a segunda sms que dizia
o seguinte:


Não é minha culpa se me apaixonei por outro alguém; o coração não
escolhe a quem amar.
Ass: Ana

A primeira era só avisando para ela não ligar que eu no caso Ana, não queria
ouvir os choros após receber a próxima mensagem. Então ela respondeu pergun-
tanto o que tinha acontecido e onde Ana estava.


Você só pode está brincando!
Sei que venho te deixando chateada com nossas brigas bobas, mas
não é o suficiente para te jogar nos braços de outra.

Essa foi a resposta que tive quando disse que havia acabado o namoro das
duas. Não acreditei quando li a parte do "briguinhas bobas" a Ana chegava aqui
em casa soutando fogo pelas ventas, dizendo que se segurou para não agredir a
Hanne Lauren. Foi ai que não me segurei e mandei a terceira.


Hanne sério estou amando outra mulher, não quero mais ficar te enganando.





Ficou com água na boca? Então espere  ficar pronto, para colocarmos
ele a venda em breve.
Talvez colocarei alguns capítulos para download de acordo com os
pedidos.

No tempo de...





 
A ansiedade dos tempos atuais vem sendo prejudicial
a nós meros mortais que insistimos em querer que
as coisas aconteçam no nosso tempo e não no
tempo certo.
Esperamos demais que caia do céu aquele
emprego que tanto sonhamos e perdemos tempo
procurando culpados por não ter passado no
concurso público que pouco estudamos.
Acho que pedimos muito e agradecemos pouco,
não damos valor ao que conquistamos queremos 
sempre o que ainda não temos.
Outro problema é querer mais do que merecemos;
não estudamos e queremos passar na prova do concurso.
Não temos qualificação e sonhamos em trabalhar em
uma multinacional. Um grande erro também é colocar o
"Eu" na frente e esquecer que sem Deus não somos
nada, é ele que nos capacita.
A ansiedade tem tomado conta de nossos dias,
pois queremos tudo de uma vez! Desaprendemos a
esperar, nos tornamos seres desprovidos de paciência.
Essa falta de paciência tem sido responsável por
desequilíbrios emocionais de adolescentes e adultos. O
desequilíbrio parte do principio da ansiedade e escasso
de paciência, fora as frustrações de cada um.
Temos que parar de nos cobrar e respeitarmos
nossos limites; sei que não estudei porque vou ficar
inconformado por não ter passado na prova?
São atitudes que não percebemos que nos faz levar
uma vida de infelicidade. Estamos sempre reclamando
e na verdade nada fazemos para mudar o quadro.
Pare de sofrer! Tudo acontece no tempo de Deus
da forma que ele quer; o mal do ser humano é
impor as suas vontades.
Estude para ver se rapidinho a gente não passa,
se qualifique para ver se conseguimos ou não o
emprego dos sonhos. Costumamos ver as barreiras
onde não tem ou acreditamos no "fator sorte": Não
existe sorte e sim preparo e capacidade.


6 de jul de 2012

Quando se tem fé independente de religião



Hoje leitores que me seguem ou que me encontrou na
net por acaso, recebi uma palavra tão esclarecedora
da parte de Deus e essa palavra veio da boca de um pastor.
Você deve está se perguntando: Logo você que defende a fé
independente de religião se rendeu a igreja; e a um pastor?
A resposta é não. Não me rendo a ninguém além de Deus,
apenas achei proveitavel a mensagem daquele homem que
estava usado por uma força maior para chegar até a mim.
Não, antes que perguntem, não me converti.
Para mim pastor não converte ninguém é Deus que nos
usa, é ele que opera em nossas vidas quando menos 
esperarmos. "Aceitar Jesus" é a forma que o homem
     encontrou para dizer que uma pessoa entrou para a igreja. 
Tipo: "Fulano aceitou Jesus" = "Fulano entrou para a igreja".
Aceitamos Jesus a partir do momento que acreditamos nele
aprenda isso! Bato na mesma tecla não é de hoje; voltando a
palavra que recebi que dizia o seguinte:
Que todos nós temos um dom, seja ele qual for. Deus não
fez nenhum ser humano que não tivesse uma chamado na terra.
Você pode não ter descoberto ainda, mas Deus te deu um 
ou mais dons; mesmo que não acredite você deve ser bom
em alguma coisa. 
Outra coisa que aprendi: Não existe dom melhor e 
dom pior! Existe a capacidade de cada um. Por
exemplo Deus me deu o dom de cantar, vou me dedicar aos
ensaios, montar um grupo, dupla, banda, para eu usar
desse dom. Fulano toca teclado, só porque ele não
fica a frente de um grupo, banda, o que for montado por
não ser o vocalista o dom dele é pior? 
Não. O que me animou muito e com certeza vai animar
você leitor (a) nessa noite!
Saiba uma coisa: Deus não fez ninguém vazio, nós
fomos feitos cheios de qualidades; basta darmos ouvido
aos nossos chamados para sermos felizes de verdade.

4 de jul de 2012

Assunto de Meninas - Filme Completo


Tirei o dia para os achados do Youtube e acho
que esse filme completo que achei e baixei pelo complemento
que tenho do Mozila vai fazer muitas meninas do nosso
mundo colorido feliz. 
Encontrei depois de dias, meses, anos, o filme Assunto de
Meninas em perfeito estado completo. Sim demorei
porque os links para o download a maioria
estão corrompidos ou é do antigo Megaupload. Muitas
meninas como minha prima não tinha acesso a ele
ainda e finalmente o encontrei perdido nos bilhões de
canais espalhados pelo Yutube.
Aconcelho que baixem logo, pelos comentários das
pessoas acho que breve não o encontráremos mais no ar,
assim que o vi não perdi tempo: baixei no formato RMVB
e pus em DVD.  Agora chega de papo e assistam
o filme completo abaixo.

Filme completo sem cortes legendado


Rupert Grint: Cherrybomb


Depois de sumir um pouco por conta das provas
do curso, eu volto com um achado do Youtube para
vocês loucos por filmes desconhecidos.
Sim, filmes que não são moda e que são muito
bons. Como coloquei no titulo da postagem para chamar
a atenção, Cherrybomb é um longa estrelado por
Rupert Grint ele mesmo o Ronie de Harry Potter.
Não sei se fãs da saga e do próprio Ronie sabem
da existência desse filme, que por sua vez não chegou a
ir para as telonas; não era para menos Cherrybomb tem
cenas para maior de 18 anos. 
Encontrei ele por partes no Yutube, mas ai é com vocês
se gostarem do trailler procurar.  O filme se trata
de dois amigos muito loucos que apostam
 quem vai ficar primeiro com uma garota, que
é filha do chefe do "Puto" (apelido do Rupert na trama)
o resto é só vendo para não tirar a graça.


30 de mai de 2012

"Marcha para Jesus"



Recentemente teve no Rio a "passeata para Jesus",
coloco entre " " com ar de ironia não em desrrespeito
ao nome de Cristo e sim ironizando o fato de milhões
de pessoa que se dizem fiéis usar o poder da palavra
de Deus para criticar e reinvindicar contra o direito
do próximo.
Achei de extremo mal gosto e falta de senso a
passeata ser "contra a homofobia", coloquei entre
" " novamente porque a frase lida com outro ponto
de vista se entende outra coisa.
Juro que quando li no jornal: " Cristãos se reune
na passeata contra a homofobia". Pensei que
finalmente estavamos a um passo da igualdade, 
que o pessoal evangélico viu que julgar e execluir o
próximo não está com nada, apesar de nossas
diferenças somos todos filhos de Deus. No 
entanto minha felicidade durou pouco ao ler
a matéria inteira, nela explicava o verdadeiro
motivo da passeata lutar contra a lei que irá
criminalizar o ato de homofobia.
Me pergunto o que Jesus tem haver com isso?
Esses "fiéis" acham que é da vontade dele
ser contra uma lei que defende seres humanos
de serem espancados por amar diferente.
Desde quando está na biblia que devemos
julgar, matar e maltratar os que agem dife-
rente de nós?
O motivo deles reinvindicarem contra a lei
é tão mesquinho, sem senso e ignorante "lutar
pelo direito da familia" eles acham que levantar
meia duzia de cartazes, gritarem em auto - falantes
frases como "Homossexualismo é o mal do século" e
"Tome sua vacina contra o vírus do gay!" os salvam
de alguma coisa.
Salva nada! A verdade é que querem justificar esse
ato de preconceito gratuito usando Jesus Cristo.
Não vi em nenhuma passagem biblica Deus de-
finindo um unico padrão de amor; mesmo que
tenha definido não vi também em nenhuma
passagem que Deus ordena a morte para os
que amarem diferente, alias punição alguma.
 Eu acho que se os evangélicos querem respeito,
eles tinham que aprender a ver que o limite
deles termina quando começa o nosso. Afinal
na passeata do orgulho LGBT "passeata da
gastação de dinheiro publico" - Como definiu
o ditador Malafaya - Não nos manifestamos
contra o direito deles de serem evangélicos,
tampouco a forma de pensar, sabemos
muito bem respeitar a crença e os valores
de cada um.

Queriamos que tirassem da cabeça o conceito
de que os gays querem mudar a forma de vocês 

"heteros normais" pensarem e o mais ridiculo: " Que

os gays querem induzir os heteros a serem gays".

Pois ninguém induz o outro a nada! Da mesma forma que
o hetero não consegue induzir um homossexual, seja
o que for gay, lésbica, travestir a ser hetero. O
homossexual não consegue induzir um hetero convicto
a ser homossexual.
Me respondam uma coisa para quê alguém que se
denomina religioso reinvindica pela liberdade de
criticar? Criticar não é pecado?
Um amigo meu disse que é a favor da passeata,
pois a lei da homofobia tira o direito dele de dis-
cordar do homossexualismo. Eu disse a ele que
não vai e nunca será proibido o direito de dis-
cordância, até porque vivemos com base de uma
lei de liberdade de expressão.
Sem ela não poderia ser realizada a "passeata de 
Jesus" nem a do orgulho LGBT. Sem liberdade de
expressão não poderiamos nem estar falando sobre
esse assunto para terem uma ideia.
Discordar é direito de cada um, mas discordar
não é chamar de viado certo? E é isso que a lei
proibe ofensa e agreção fisica.
Criticar é pecado! Apontar, e o pior pelo que
entendi o ditador titulado pastor incentiva
seus suditos a brigarem pelo direito de chamar
os outros de viado, ele não quer que a lei
entre em vigor para continuar naquele programa
de 5ª dele chamando os travestis de safados
e sem vergonha!

Gay destroi familia e o divórcio faz o que trás

ela de volta? Me poupem tantos motivos

faz uma familia acabar e ninguém fica fazendo

passeatas.

Traição destroi familias e não vejo os "crentes"
preocupados com isso. Familia é pai, mãe
e filhinho? E pai pedófilo, mãe que estrangula
o filho é familia também?
Isso o Malafaya e você homofóbico não
consegue me responder.

22 de mai de 2012

Fantasia sexual



Olá galerinha safada do meu arco - iris, sim eu sei
tava meio "Blog de noticias" isso aqui, mas deixo claro
que não. Não virei hétero rsrs, e nenhum Gleek
se apossou do nosso Clube.
Para tirar o atraso (valeu o duplo sentido) de novidades
trouxe um assunto picante para dá uma aquecidinha.
Fantasia sexual quem não tem ou realizou uma?
É a melhor forma que encontramos de apimentar a
relação, sermos criativos no sexo. Uma boa dica
para os casais que querem emoções mais fortes. Estão
na intenção de surpreender o parceiro e ser surpreendido;
prato cheio para o prazer. Nós mulheres gostamos de
uma brincadeirinha na cama e muitas de nós pensamos
fantasias de tirar o folego (ui!) pena que a maior parte delas
não colocamos em prática. Algumas até tem vergonha
e não se sentem a vontade de abordar esse assunto com a
parceira, para as mais tímidas é uma espécie de tabu.
A dica que me deram e agora dou para você que quer se
aventurar, porém, fica com receio é não se sinta na
obrigação! Faça por vontade própria acredite é meio
caminho andado. Segunda dica e o concelho melhor de
todos permita-se, relaxe.
Desencarne o espírito puritana e caia de boca nesses
fantasias! Rsrsrs

A minha é me vestir de jogador de futebol  com camisa,
short, chuteira, meião e simular uma rapidinha no
intervalo do jogo no vestiario o que acham? O meu maior
tesão é pensar que o gol marcado vai ser nela.
Meio fantasia para as "Marias chuteiras" que espero que
entrem aqui um dia sem querer rsrs. 
Encontrei umas camisolas bem apetitosas para usar na
hora H confiram e depois comentem.

Se deliciem com as dicas de camisola:



 
Pirei demais com a vermelha (pensem o
que quiser!) 66

Outra fantasia sem vergonha que eu sou doida para realizar
é de eu me vestir de soldado e minha parceira deixar
fazer o que bem entender. Que sonho! Vem da ideia de
poder, submissão, dominio, faz gozar bastante rsrsrs..
Pronto meninas é isso; eu esquentei e vocês vão lá
fazer! Quem após ler o artigo ficou com vontade 
de transar dar um Up!
Espero que sintam-se a vontade para comentar
e compartilhar a fantasia de vocês.