21 de fev de 2011

O remédio espiritual.





As vezes a mudanças em nossas
vidas tão esperadas, que ao
chegar ficamos aliviados a ponto de
esquecermos de agradecer.
Quando tais mudanças não chegam
muitos de nós, deixamos o mais impor-
tante: a fé.
Sem ela não adianta sacrifício, noites em claro,
não adianta sonhar se não acreditar. Muitos
são os que acham que fé é ligado a religião.
E que para ter Deus em suas vidas, precisa
de uma determinada religião, se enganam!
Demorou. Mas eu descobri que ele é
comigo, só ele tem o poder da vida. Se ele
me deixou viva é porque esse Deus que
podemos definir como: o todo poderoso, luz
divina, espírito santo tem um plano em
minha vida.
Logo pude entender que o vazio em meu
peito era espiritual. Através de um livro chama-
do: Telepsiquismo descobri que para Deus
somos todos iguais.
Ele não escolhe para quem dar a bênção, todos
podem receber basta acreditar. O
que chamamos de Deus na verdade é uma
energia infinita.
Esse livro me abriu os olhos para as seguintes
questões: Deus não é humano como ele
tem preconceito?
Se ele é uma energia infinita, então não
tem favoritismo não acham?
Minha homossexualidade não me impede de ter
Deus e sim de ser aceita por uma religião.
O pastor me exclui pela ignorância dele. Ele
não passa de um ser mortal.
Ser esse cheio de erros que me define
pela vida pessoal e não pelo bem que faço.
A fraqueza está na doutrina, o furo, a
opressão. O melhor remédio espiritual
que eu tomei foi: aprender a
separar Deus de religião.


Esse texto não foi escrito e não é para
evangelizar, nem dar lição de moral a
ninguém. A intenção não é difamar e tampouco
falar de nenhuma religião. O texto é de autoria
minha, deixando bem claro que é de visão
pessoal. Alguns trechos se baseiam no livro:
Telepsiquismo Dr. Joseph Murphy.

Se essa palavra serviu para você: indique a um amigo!



                               | Até a próxima |

20 de fev de 2011

Viado é igual mãe. Tudo igual só muda de endereço.




Mãe reclama, mãe nos proíbe de sair,
mãe tem suas manias.
Não adianta pedir outra as vezes para nossa
surpresa a mãe do amigo é pior.
Para amigo gay a regra é a mesma. Gay da pinta,
gay faz escândalos, gay é melhor amigo e pior
inimigo, gay é fresco e tem um dicionário
do arraso na ponta da língua.
Toda sapatão tem o seu viado; comigo não
seria diferente!
É que nem mãe: Não adianta pedir outra [\risos].

Uma reunião deles é mais ou menos isso:

( Almir ) - Quem é você na água do meu açúcar?
( Rogéria ) - Meu amor não tenho culpa se a sua estrela
não brilha. Não tenho culpa se a sua estrela é de natal, de
plástico e a minha é cadente.
( Cláudio ) - Arrasou!
( Almir ) - Cala a boca sua desqualificada! Quem é você
na água parada do meu vaso?
( Rogéria ) - Sai dai ô Ariadna.
( Cláudio ) - Bixa pão com ovo, toma Ki - suco no almoço.
( Almir ) - Essa Cláudia se acha né? Bixa cega usa
lente de 1,99 e acha que pode abrir a boca.
( Eu ) - ...


Conclusão:

'' Viado é igual mãe. Tudo igual só muda de endereço ''.


                                                                                   
                                                                             
                                                                                        Morri de tanto rir.
                                    
                                                                           

Papo de mãe II

( Mãe ) - Tão infeliz... coitada!
( Tia Neide ) - É.
( Mãe ) - Podia ser tanta coisa. Tão nova.
( Tia Neide ) - É. Tão bonita...
( Mãe ) - Uma pena.
( Tia Neide ) - Afinal o que ela tem? Câncer?
( Mãe ) - Não. É lésbica.
( Tia Neide ) - ...



( Eu ) - Mãe ser lésbica não é doença!
( Mãe ) - Pois eu acho que é.
( Eu ) - Não é não! Porque se fosse, eu poderia dizer ao meu
chefe: '' Não posso trabalhar hoje ''.
( Mãe ) - E por que?
( Eu ) - Porque ainda estou lésbica.
( Mãe ) - ...



( Mãe ) - Eu poderia ser lésbica sabia?
( Eu ) - E por que não foi?
( Mãe ) - Preferi ser Evangélica.
( Eu ) - ...




| Fim |

16 de fev de 2011

Em cartaz.



Faz um tempo que não monto uma
daquelas listas dos melhores. Melhores
livros, melhores bandas, melhores atrizes
da Globo e assim por diante.
Acho que alguns leitores sabem da minha
paixão por filmes; em especial do cinema brasileiro.
Estamos em 2011 e como sou uma máquina
de atualização, fiz a famosa lista: em cartaz.

Nela pus os nomes dos filmes recem lançados que acho obrigatório assistir.


Burlesque



Sem duvida esse é o meu primeiro filme
da lista. Além de ser um musical,
tem como atriz a rainha Cher e sua pupila
Christina Aguilera, pela qual passei a admirar.
Burlesque tem garra e faz lembrar um dos maiores
musicais da Broadway Chicago. Para
os amantes de Cher e de filmes com tema musical
é obrigatório assistir.

Bruna Surfistinha  O filme



O cinema brasileiro como eu disse não fica atrás. A
biografia da garota de programa mais consagrada
da atualidade chega as telas. Com Débora Seco
interpretando a Bruna e grande elenco.
É um filme obrigatório por ser baseado em fatos
reais, pela alta reunião de material, para
ver se tem cenas retirada do livro que foi
sucesso de vendas.


Justin Bieber Never Say Never

Sei que para metade dos leitores que tenho
Justin Bieber não passa de um garoto mimado.
Tenho opiniões diferentes, apesar de concordar
que ele é mimado e mitido. O que não posso
negar é o fato dele ter talento.
Eu e 1,5 milhão de pessoas gosta da voz dele
inclusive a Madonna. Concordo com
alguns que acham a carreira de Justin pequena
demais para ter um filme.
Fico com o pé atrás no caso do filme não ter nada
a oferecer, o que acho difícil: Justin é bem criativo.


Essa é uma lista pessoal minha. Não tirei de nenhum site
de cinema. Os leitores não são obrigados
a achar os filmes obrigatórios e menos
ainda gostar deles. Os comentários
servem para isso: concordar, discordar,
dar sugestões.
Todos estão livres para montar a sua própria lista!


                                                           | Até a próxima |


9 de fev de 2011

La Girl e Le Boy.















Obs: Deixo claro que não sou promoter dos eventos acima. Não
ganho para expor conteúdo deles. Não sou responsável por
lista amiga, promoções e afins. La Girl e Le Boy são
boates do Rio de Janeiro e não sei se tem em outros
estados.


                                                                                       | Até a próxima |

Teste: você é antenado (a)?


A pedidos de algumas leitoras, estou trazendo um teste
novo.  Fiz um dividido em 2 partes se eu não me engano
em 2009.
De uns tempos para cá não fiz nenhum, até porque não
sou boa em criar testes. Essa tarde tive uma ideia
de fazer o Você é antenado (a)?
É um teste de perguntas sobre acontecimentos no mundo
dos famosos. Os assuntos são ligados: a música, revistas,
rádio, televisão.
Ganha aquele que responder o maior número de perguntas
corretamente.


1. Qual o quadro destinado ao público gay do programa Amor & Sexo?


a ) Lésgame
b ) Colorgame
c ) Gayme
d ) Homogame


2. Qual o clipe da Kety Perry que tem cena de beijo gay?


a ) Firework
b ) I kiss a girl
c ) Teenage dream
d ) California girls


3. Atriz da série True Blood que se assumiu bissexual.


a ) Natalie Portman
b ) Megan Fox
c ) Milla Jovovich
d ) Ana Paquin


4. Quantos filhos tem o cantor Rick Martin?


a ) 2
b ) Nenhum.
c ) 3
d ) 1



5. Qual é o nome do casal de lésbicas da 3ª temporada da série Skins?


a ) Emily e Pamela
b ) Emily e Naomi
c ) Ashley e Naomi
d ) Cassey e Tuani


6. Que ator faz o personagem gay amigo de Nataly ( Débora Seco ) na novela das 9?


a ) Thiago Lacerda
b ) Duda Nagre
c ) Alexandre Slaviero
d ) Leonardo Miggiorin



                                                                    Conclusão

                             
                          0 acertos - Ixe! Pelo visto você não é ligado (a) aos meios
                              de comunicações. Revistas, rádio e Tv andam fora da tomada.

                        2 acertos - É você apesar da correria do dia - a - dia ouve por alta
                           algumas fofocas.

                       4 acertos - Gostei de ver! Sempre ligado (a) as novidades do nosso
                         universo. Tem suas duvidas porém sempre a procura de mais infor-
                         mação.
                        
                      6 acertos - Arrazou! Você acertou todas as questões, é o (a) nosso (a)
                        antenado (a).




            | Até a próxima |

      Gabarito: c. a. d. a. b. d.

7 de fev de 2011

Homofobia: Baixada X Zona Sul.




Não adianta governo Dilma
BBB, novela das 9. O Brasil continua
retrogrado a homossexualidade. Pessoas
capazes de cometer crimes absurdos
só para não aceitar a diferença. Estou
pasma com a nova '' moda '' de estuprar
mulheres como corretivo para
deixarem de ser lésbicas. Em pleno
século 21 com uma tecnologia sem tamanho,
ainda existe esse tipo de pessoa intolerante.
Do que adianta programas como Amor &
sexo nos incluir? Se na rua não temos
lei que nos defenda.
O Estado do  Rio de Janeiro sofre o
seguinte dilema:

A Zona Sul evolui e a Baixada se afunda em ignorância.

Ontem fui em Ipanema com uns
amigos e assim que desci do metrô
respirei um ar diferente. Pessoas
caminhavam tranquilas no
calçadão, falavam bom dia uma com
as outras, os idosos bem vestidos
tomavam água de coco no quiosque.
Prédios conservados davam vida a
um dos cartões de visitas mais
famosos do Rio.
A diferença, olhava não tinha um
papel no chão, não havia cachorros
cagando na esquina. Classe média não
existe botecos e sim bares e restaurantes. Onde
crianças só andam acompanhadas de seus
pais, onde policia vai quando é chamada.
Ao chegar na praia de Ipanema reparei que
tinha mastros com diversas bandeiras e algumas
delas era do arco - íris que representa o nosso
símbolo LGBT.
Comentei com o Almir um dos meus amigos
sobre as bandeiras e ele me disse: – Sapatão
como a senhora é lenta. Esse é o lado gay da praia.
Eu fiquei surpresa e feliz com mais uma
realização da nossa classe. Uma área da praia
só nossa vários casais de lésbicas namorando
ao ar livre, gays maravilhosos com os
seus parceiros um luxo. Lésbicas
de todos os tipos das que usam biquine a
cuéca de praia.
Após um dia de sonho na Zona Sul volto
a minha realidade: lixo no chão, pessoas
mal humoradas, idosos mendigos
de rua, crianças vendendo drogas na
esquina. Cenário típico da Baixada
para completar meu primo foi
agredido com o namorado na praça só
por que eles estavam abraçados. Me
pergunto por que pobre é assim? Revoltados,
intolerantes, fazem questão de agredir. A
questão não é apenas ser pobre de dinheiro: o
triste é ser pobre de dinheiro e de espírito.

O que o governo Dilma está esperando para criminalizar
a homofobia? Casamento gay não é prioridade
com essa violência.


JUSTIÇA AOS CASAIS AGREDIDOS NA PRAÇA DE SÃO MATEUS.

4 de fev de 2011

Meu vizinho.





Numa sexta feira de sol dessas; eu derretendo
igual picolé da Kibom fora do freazer e
meu vizinho gordo, empresário, com 2 carros
na garagem em casa. Ele que tem casa de
praia em Maricá uma conta no banco mais
recheada que novo Trackinas e mesmo
assim se conforma com programas
na televisão.
O filho dele com PS3, telão de cinema no quarto,
ganha uma mesada de 500 reais passou o dia
igual meu irmão soltando pipa na esquina.
Juro que não entendo e para aliviar a raiva uso
o velho ditado: '' Dente bom na boca de cachorro ''.
Eu com 10 reais fico toda feliz, pago uma
passagem, tomo um guaraná. Imagina você com 2 carros
0km e uma casa de praia, será que o senhor ou senhorita
estaria em casa?  Vendo Pérola Negra?
E não me venha dizer que estão economizando para
o Carnaval que é mentira; meu vizinho não comemora
nada. Não faz churrasco, não liga rádio a vida dele,
da mulher e do filho se resume em respirar.
Do que adianta trabalhar ser bem sucedido, ter o
mundo nas mãos se não aproveita.
Tenho outro vizinho que nem o ar - condicionado liga
para não gastar luz.




Gente é o cumulo da avareza! Acho até que eles fumam
dinheiro. Limpam a bunda, só pode!


                        | Até a próxima |