9 de jul de 2012

No tempo de...





 
A ansiedade dos tempos atuais vem sendo prejudicial
a nós meros mortais que insistimos em querer que
as coisas aconteçam no nosso tempo e não no
tempo certo.
Esperamos demais que caia do céu aquele
emprego que tanto sonhamos e perdemos tempo
procurando culpados por não ter passado no
concurso público que pouco estudamos.
Acho que pedimos muito e agradecemos pouco,
não damos valor ao que conquistamos queremos 
sempre o que ainda não temos.
Outro problema é querer mais do que merecemos;
não estudamos e queremos passar na prova do concurso.
Não temos qualificação e sonhamos em trabalhar em
uma multinacional. Um grande erro também é colocar o
"Eu" na frente e esquecer que sem Deus não somos
nada, é ele que nos capacita.
A ansiedade tem tomado conta de nossos dias,
pois queremos tudo de uma vez! Desaprendemos a
esperar, nos tornamos seres desprovidos de paciência.
Essa falta de paciência tem sido responsável por
desequilíbrios emocionais de adolescentes e adultos. O
desequilíbrio parte do principio da ansiedade e escasso
de paciência, fora as frustrações de cada um.
Temos que parar de nos cobrar e respeitarmos
nossos limites; sei que não estudei porque vou ficar
inconformado por não ter passado na prova?
São atitudes que não percebemos que nos faz levar
uma vida de infelicidade. Estamos sempre reclamando
e na verdade nada fazemos para mudar o quadro.
Pare de sofrer! Tudo acontece no tempo de Deus
da forma que ele quer; o mal do ser humano é
impor as suas vontades.
Estude para ver se rapidinho a gente não passa,
se qualifique para ver se conseguimos ou não o
emprego dos sonhos. Costumamos ver as barreiras
onde não tem ou acreditamos no "fator sorte": Não
existe sorte e sim preparo e capacidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário