25 de abr de 2010

Nem tudo tem preço .



 Por quanto vale a sua vida? , qual é
o seu preço? , quanto custa a sua
felicidade? , a sua saúde? , quanto te
pagaram por esse sorriso? . Ou
melhor! , quanto você pagou e
paga pela sua liberdade? .
São perguntas que nós fazem pensar :
será que pra tudo , precisamos
mesmo de dinheiro? , será
que só com ele que , podemos
no sentir vivos? .
O dinheiro compra tudo? , para os
des - humanos frios e mesquinhos , sim!
ele compra . Mas para muitos iguais
a mim que seguem o sentimento ,
os pequenos e verdadeiros valores ,
não! , ele não compra .
O dinheiro em ipotese alguma
compra a minha dignidade e o que sou ,
o amor verdadeiro , o olhar inocente de
uma criança  que acabou de nascer .
\ O brilho das estrelas , o céu azul , a fé
são previlégios que temos de graça .
O ar que eu repiro , o canto dos passáros ,
é minha gente! , não se ressume a uma nota de 100 /
Dinheiro da estabilidade? , sim!
conforto? , sim! , te dar carrão? , é lógico!
muitos matam , fazem loucuras por dinheiro ,
se vendem . Mas poucos seguem a Deus ,
não é atôa que muitos não são salvos .

Mais vale a minha pobreza feliz , do que a sua riqueza a base de lágrimas .

| É a  Dicliife hortelã , até a próxima postagem |

Nenhum comentário:

Postar um comentário