10 de jan de 2011

A entrevista.



20 anos daqui a 6 mesês. Tô ficando
nova [\zoa] O ruim e bom ao
mesmo tempo é a responsábilidade e
a suposta liberdade. Liberdade essa que
vou conseguir, após me matar; melhor
dizendo: quando eu trabalhar [\risos]
Depois de terminar os estudos – É eu repeti
2 vezes o terceiro ano. O constume dos
adolescentes atuais é: ENEM o meu não. O
meu é ir na fé, para uma entrevista de
emprego.  – Ir orando: Deus não abra essa porta
[\rindo de novo]
Como diz o Senhor Madruga: '' O difícil não é achar
emprego. O dificil é ter que trabalhar. ''
Minha mãe, com uma exelente mãe, me lista os
motivos de eu trabalhar. ( OBS: boa é apelido. )
– Não vou mais sustentar vagabunda!
Esse era um dos melhores, fora os outros 9 [\risos]
Entrevista é sinonimo de nervoso certo? Para
mim foi de piada, e olha que o meu curriculo era
um dos impecavéis do mercado. Com nome,
idade, telefone, e de quebra: curso de informática
basica. ( O que se podia esperar, de uma repetente? )
O curriculo passou batido, a pergunta foi simples:
terminou o Ensino médio? –  Sim! Eu não sou tão burra.
Olha que nem quis saber, as vezes que repeti [\zoa]

Porém a segunda pergunta, me deixou com medo.
Pergunta de nível superior: Se você fosse um desenho
animado, qual seria? E porque? ( OBS: isso foi verdade. )

Caros adolescentes, deixo uma frase de reflexão: encontrar
emprego está mais fácil, que terminar o fundamental.
[\ cólicas de risos]

E você qual seria?


                                                         | Até a próxima |


Nenhum comentário:

Postar um comentário