31 de ago de 2011

Você não me conhece II




Carta escrita por Mariana antes de ir embora.

O meu nome combina com o seu.
Quando eu nasci, você preferiu fumar
do que me pegar no colo. Nunca te achei
uma boa pessoa, até porque tudo que sei
hoje não aprendi contigo. Nessa de ficar o
dia inteiro de frente para a televisão, te
fez perder 20 anos da minha vida.
É como passa rápido! 2 décadas diante
dos seus olhos e você não fez nada. Como
pode tão perto, preferir ser distante? E
eu que sempre quis ser sua amiga, passei
minha infância toda contigo mudo ao meu lado.
 Não era cego, porém só vi meus defeitos, de-
feitos esses que você inventou para justificar
sua ausencia.
Nunca tive seu amor, nem seu ódio, apenas
indiferença. De nós dois não tenho nenhuma lem-
brança ( nem que eu tome o chá das lembran-
ças ) vou conseguir recordar de algum momento
que passamos juntos.
Não tenho nada comprado com o seu dinheiro!
Sempre precisei pedir lápis, borracha, cola 
emprestada na escola. Você não me conhece, só
me fez e colocou meu nome parecido com o seu.
Nem o meu sangue sendo o seu fez o laço ser forte;
é hora de dá adeus.
Mas ninguém sente falta do que não se teve pai.

Um comentário:

  1. Pai... o que é um pai?? Aquele cara que eu só vi 3 vezes na minha vida?? Não... faço das suas palavras a minha.

    Te adoro guria, tava com saudades

    ResponderExcluir